Visualizações de página do mês passado

pratica musical escola de artes

Este é um blog para divulgar minha escola ,meus alunos e a música em geral.Vão encontrar aqui links diversos criados por mim e também os encontrados na internet. "Se algum autor ou detentor de direitos autorais solicitar, o post sob reclamação será removido. "

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Maria Bethânia - Rosa dos Ventos -

Depois da fase de boates e pequenos teatros, Bethânia partiu para espetáculos mais ambiciosos e platéias maiores. Rosa dos Ventos (1971), que originou este disco, selava definitivamente a feliz parceria da cantora com o diretor Fauzi Arap, num estilo de espetáculo bem teatral, entremeando textos e canções populares de várias épocas e estilos. Nele, a intérprete declamava, pela primeira vez, Fernando Pessoa e cantava jóias de letras, ora enigmáticas, como as caetânicas "Janelas Abertas no. 2" e "(Objeto) Não identificado", ora mágicas, como "Doce Mistério da Vida", "Minha História" e um pot-pourri de canções praieiras. Apesar de mal gravado e de picotar o roteiro original do show, este disco foi seu LP mais vendido até então, por ser um documento histórico deste espetáculo que exprimiu o sentimento de toda uma geração, causando uma verdadeira catarse no público e mudou até mesmo o conceito de "shows de cantores" que se tinha até então no BrasilArtista: MARIA BETHÂNIA

Ano: 1971

1. Assombrações


2. O Tempo e o Rio Ponto de Oxum

3. Texto Nº 1:O Mar / Canção de Partida / Avarandado

4. Texto:Toalha da Saudade / Imitação / Hora da Razão

5. Cantigas de Roda

6. Texto Nº 2:Doce Mistério da Vida Texto Nº 2:Doce Mistério da Vida

7. Minha História / Lembranças

8. El Día que Me Quieras

9. Rosa dos Ventos

10. Texto Nº 3: Janelas Abertas Nº 2

11. Texto Nº 4: Não Identificado

12. Flor da Noite

13. Texto Nº5: Movimento dos Barcos






Minha História


Chico Buarque





G



G G5+/Eb Am/E F

Ele vinha sem muita conversa, sem muito explicar

F#m5-/7 D G

Eu só sei que falava e cheirava e gostava de mar

G G5+/Eb Am/E F

Sei que tinha tatuagem no braço e dourado no dente

C D G C

E minha mãe se entregou a esse homem perdidamente, laiá, laiá, laiá, laiá



G G5+/Eb Am/E F

Ele assim como veio partiu não se sabe prá onde

F#m5-/7 D G

E deixou minha mãe com o olhar cada dia mais longe

G G5+/Eb Am/E F

Esperando, parada, pregada na pedra do porto

C D G C

Com seu único velho vestido, cada dia mais curto, laiá, laiá, laiá, laiá



G G5+/Eb Am/E F

Quando enfim eu nasci, minha mãe embrulhou-me num manto

F#m5-/7 D G

Me vestiu como se eu fosse assim uma espécie de santo

G G5+/Eb Am/E F

Mas por não se lembrar de acalantos, a pobre mulher

C D G C

Me ninava cantando cantigas de cabaré, laiá, laiá, laiá, laiá



G G5+/Eb Am/E F

Minha mãe não tardou alertar toda a vizinhança

F#m5-/7 D G

A mostrar que ali estava bem mais que uma simples criança

G G5+/Eb Am/E F

E não sei bem se por ironia ou se por amor

C D G C

Resolveu me chamar com o nome do Nosso Senhor, laiá, laiá, laiá, laiá



página 1

G G5+/Eb Am/E F

Minha história e esse nome que ainda carrego comigo

F#m5-/7 D G

Quando vou bar em bar, viro a mesa, berro, bebo e brigo

G G5+/Eb Am/E F

Os ladrões e as amantes, meus colegas de copo e de cruz

C D G

Me conhecem só pelo meu nome de menino Jesus, laiá, laiá

G G5+/Eb Am/E F

Os ladrões e as amantes, meus colegas de copo e de cruz

C D G C F

Me conhecem só pelo meu nome de menino Jesus, laiá, laiá, laiá, laiá



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Itens compartilhados de raquel

Pesquisar este blog

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Porto Alegre, RS, Brazil
Sou um ser tentando evoluir...